GRAÇA CUNHA

JAZZ & SOUL | SAMBA RAIZ | SAMBA ROCK 

  • Branca ícone do YouTube
  • Instagram Graça Cunha

Graça Cunha iniciou sua carreira em 1993, como solista no musical “Noturno” de Oswaldo Montenegro, na Oficina dos Menestréis.

Em sua trajetória, a cantora possui mais de 2000 trabalhos que foram ao ar (entre jingles e locuções para TV, Rádio e Cinema), assim como participações em CDs de artistas de renome, como Rita Lee, Jota Quest, Skank, Paulo Miklos, entre outros.

 

Também participou em CDs lançados no exterior, como “Eletrobossa Nights” (Azul Music) e “Brazilian Divas” (Experience Records, lançado apenas no Japão), e no Brasil, nos CDs “Cartola para Todos” (MCD), ”Um olhar” – Corciolli (Azul Music) e “Rio 58” – Roberto Coelho (MCD).

Sua voz também se faz presente nos documentários “Pelé Eterno” (2004), “Cantoras do Rádio” (Nov./2008) e ”Fiel, o Filme” – documentário sobre o Corinthians, lançado em Abril/2009.

Graça também integrou a Banda do Programa “Altas Horas” do apresentador Sérginho Groisman, que vai ao ar nas noites de sábado na Rede Globo, com reprise aos domingos e segundas pelo Canal Multishow.

 

Em 2007, lançou seu primeiro CD Solo “De Virada”, pela Gravadora Azul Music.

Com este álbum, Graça Cunha foi indicada ao Grammy Latino em 2 categorias: Melhor CD de MPB e Artista Revelação. Também recebeu uma honrosa crítica de Nelson Motta ao seu trabalho no Programa “Sintonia Fina”, que ia ao ar pela Rádio Eldorado FM.

Graça Cunha estreou em julho de 2009, sob direção do aclamado artista Miguel Falabella, o musical da Broadway “HAIRSPRAY”, no qual fez o papel de ‘Motormouth Maybelle’, interpretado no cinema pela atriz e cantora Queen Latifah. A temporada se encerrou em junho de 2010 e foi um grande sucesso de crítica e público com mais de 300.000 espectadores. Em agosto de 2010 participou do musical “Rockshow” no teatro do Clube A Hebraica, com direção de Hudson Glauber e faz parte da Oficina dos menestréis onde canta nos musicais “Tempo da flor “ e “Noturno”.

Graça Cunha faz parte do livro “Solistas dissonantes – história (oral) de cantoras negras” que foi lançado em 2009 e escrito por Ricardo Santhiago que é mestre em história social pela USP.Também fazem parte desse livro: Alaíde Costa, Rosa Marya Colin, Zezé Motta, Eliana Pittman, entre outras.

 

Lançou seu segundo álbum “Tiro de letra” em dezembro de 2011 e em março de 2012 iniciou a turnê de shows pelo Brasil. Também lançou um EP com releituras de grandes compositores da MPB como Belchior, Guilherme Arantes, entre outros.

Em 2019 Graça foi convidada a gravar O Ciclo Sem Fim, música tema da versão brasileira oficial de Rei Leão, da Disney. De quebra, ela também dubla a personagem Sarabi, mãe do protagonista.

JARDIM PRODUÇÕES ARTÍSTICAS Ltda. - ME

CNPJ 10 533 766 0001 95

  • Facebook Jardim Produções
  • Instagram Jardim Produções